sexta-feira, 27 de março de 2015

EM QUALQUER ESTAÇÃO




Ventos de outono que sacodem as árvores do coração
Derramam as folhas secas dos olhos vermelhos
Começa a descer a temperatura do corpo cansado
Da busca perdida do verão, em vão
Os insetos já fizeram suas reservas
Os animais buscam o abrigo
Momento de hibernar, dormir e sonhar
Esperando o cair da neve do inverno
Nada e ninguém para aquecer
Fria e solitária fuga
Talvez subir aos altos montes da mente
Enfrentar corajosamente as nuas estradas
Brancas, pálidas, um belo cenário
A paisagem do sentimento precário
Ao som das folhas secas que quebram o silêncio
Caminhos conhecidos
Rotina do mesmo roteiro
Escritos para desabafar
Palavras que não são notadas
Lábios que nem tentam sussurra-las
Porque não há ouvidos para ouvi-las
Descer desacompanhado aos vales da alma
Quem sabe, encontrar o bando que voa para o norte
Procurando o alimento que afugenta a morte
Rumando às flores da primavera
Que anunciam o próximo verão
Ficar à espera
Wagner Pires

quarta-feira, 25 de março de 2015

CIÊNCIA EXATA




Com exatidão,
Tenho por convicção
Que associação
Não é fusão.
Explicação:
Acabou em confusão,
Por uma simples questão:
Ao invés de multiplicação,
Divisão.
Sem dar uma outra opção.
Foi tudo em vão,
Que decepção.
Faltou ação,
Com pouca compreensão,
Exalava radiação
Sem nenhuma razão,
Por não ter educação.
Se pelo menos tivesse adição,
Teria solidificação,
Confirmação.
Mas não,
Agia em subtração,
Somente extração,
Lucros em redução.
Qual a solução?
Separação!


Wagner Pires

sábado, 21 de março de 2015

HOMEM TAMBÉM CHORA




Lágrimas de saudade
Do tempo que ficou no passado
Se pudesse voltar àquela cidade
Tudo seria mais planejado

Lágrimas de tristeza
Fico sem compreender
Uma atitude egoísta sem destreza
Prefiro apagar e esquecer

Lágrimas de dor
Mescla de sentimento sofrido
Conflito em crise interior
Parece que nada mais faz sentido

Lágrimas de felicidade
Fruto da fé e paciência
Alegria independe da idade
Arte de criança e experiência

Lágrimas de emoção
Coerência para que se atrele
Envolvendo amor e paixão
Arrepia até a flor da pele

Lágrimas de satisfação
Do trabalho realizado
Exercitando a lógica e a razão
Deixa-me ainda mais motivado



Wagner Pires

quarta-feira, 18 de março de 2015

O ARTISTA





O mundo me deixa atônito: tragédias e crises.

Sou um artista anônimo, para fugir à mesmice.

Apaixonado por arquitetura,

Principalmente moderna ou européia.

História da humanidade retratada:

Evoluções e suas construções.

Projeto plantas e decorações.


Esboço cenários, rabiscos em preto e branco.

Desenhar para descontrair e relaxar.

Faço retratos, caricaturas, paisagens,

Tudo o que tenho na mente.

A mente me vem poesias, crônicas e prosas,

Quando começo a sonhar, ou para desabafar.

Falo sozinho com meus pensamentos

Transformando-os em frases e textos.


Sonhos que me fazem viajar e recordar,

Ai é momento de gravar.

Ligo meu PC, abro o virtual DJ®,

Procuro canções de acordo com meu momento:

Dance eletrônica, pop rock, baladas românticas...

Só me arrependo de não tocar nenhum instrumento.


E quando perco o sono me vem outra arte,

Fico horas e horas em frente à TV

Assistindo a sétima arte.

Drama, comédia, ficção e aventura.

Filmes com qualidade vejo cada detalhe.

Acompanhando um bom filme, alguma fartura.


Minhas receitas doces ou salgadas,

Cozinhar é um hobby.

Crio, cozinho, relato, retrato e publico.

Admiro fotografias.

Fotografar e filmar: objetos, lugares,

Meu filho e belas mulheres.

Meu filho é uma arte.

Ah, belas mulheres...


Wagner Pires

segunda-feira, 16 de março de 2015

CULTURA SOCIAL

         


          A arte me fascina. E considero este meu interesse por diversos estilos da arte importante para a formação do meu caráter.
          
          Tenho por convicção que a arte como cultura é o elemento principal para a formação de uma nação socialmente próspera, e consequentemente uma nação estável econômica e politicamente. O povo saberia votar com mais inteligência e exigiria mais transparência e idoneidade de seus políticos, menos corrupção.
         
           Por isso não sou totalmente a favor de manifestações, o correto seria votar melhor, prevenir, agir na causa e não nas consequências. Um trabalho que leva muito mais que uma gestão governamental de um ou dois mandatos, 4 ou 8 anos; é um trabalho de gerações, dentro da família: de pais para filhos. A base é sabedoria e inteligência, fruto da cultura adquirida - é um exercício: quanto mais se adquiri cultura, mais se adquiri sabedoria e desenvolve a inteligência. Quanto mais inteligente, mais tem sabedoria para apreciar e desenvolver a cultura.
          Ser um formador de opinião, não ser levado por qualquer vento de doutrina social. Criar identidade e personalidade.

          Adquirir cultura é gostar e interessar-se por ler livros: romances, aventuras, dramas, ficção, documentários, etc. É ir ao cinema e ao teatro, apreciar obras de arte: quadros, esculturas, fotografia. Ouvir boa música, eu disse música, não me venham com funk, pagode, sertanejo universotário. Eu sei que cada um tem um gosto musical, mas tenham bom gosto.

          Detalhe: novela não é cultura, é anticultura sócio-familiar.
          Aproveitando o tema, esqueçam novelas, BBBs, jornalismo apelativo e dramático. É preciso acompanhar notícias nacionais e internacionais de qualidade por diversos meios de comunicação; ver o mundo abre os horizontes do conhecimento.

          Admirar a arquitetura também é cultura.

          Culinária é uma arte. Certa vez um chef de cozinha português disse que cozinhar e como tocar uma canção, eu concordo, é exatamente isso, você tem a partitura, porém, cada um escolhe o ritmo da receita com seus temperos.

          O esporte também é arte, colabora com a formação do ser humano. Tomando seu tempo com a qualidade de vida, longe daquilo que poderia destruir uma vida.


          A boa qualidade de vida reflete em mentes sãs, saudáveis, curadas.

          Fazer uma nação melhor!


Wagner Pires

sexta-feira, 6 de março de 2015




Religião e política se misturam
E o homem as confundem,
Conflitos.
E a fé vira uma desculpa,
Ideais em idéias sem coerência
Que tentam impor a sua fé.
Haja paciência.
Religiosos intolerantes
Se divergem,
Cada um com sua razão.

O judaísmo nasceu quando o homem surgiu
Mulçumanos seguem o profeta Maomé,
Divergiram do Judaísmo.
Jesus o filho de Deus:
Nasceu o Cristianismo.

Cruzadas, perseguiram, mataram,
Também divergiram e protestaram:
Os protestantes em várias linhas de raciocínio,
Tradicionalistas: Presbiterianos, Metodistas,
Luteranos, Batistas.
Ortodoxos.

Pentecostais: Assembleianos, e Deus é Amor.
Modernizaram deixaram as roupas,
Mergulharam na música,
Usam brincos e tatuagens,
São novos: neo pentecostais.
Gospel, brothers, apostólicos...chavões,
Mídia, midiáticos,
Uma câmera, suas planilhas,
E números são o referencial:
Contas em conta corrente.

Budistas, hindus, testemunhas,
Congregacionistas.
Krishina, Adventistas,
Kardec e Xavier;
Necromantes e cartomantes,
Cores, cristais, anjos;
Religiões e seitas: tudo em função da fé.

Esqueci de algumas?
Com certeza de muitas.

A democracia foi inspiração filosófica.
Inspiração da cultura grega
Onde respirava o panteão.
Helênicos e seus
Deuses em sua hierarquia,
Funções e domínios.
Seduziam os homens,
Seduzidos pelas mulheres.
Lendas e crenças
Que viram roteiros de cinema.


Al Qaeda, Hamas, Talibã.
Islamismo seguidores
Distorcem as palavras do profeta.
Impõe o terror,
Violentam, decapitam, matam,
Discrimina.
Nada de novo no velho mundo do poder.
História que se repete.
Prevista e planejada.
Planejam o próximo ato
Em um outro palco
Para fazerem as próximas vitimas.

O mundo vira vítima
Dos interesses pelo poder:
Diáspora era a solução,
Para depois o Sionismo.
Fuga de tiranos romanos,
Outros Hitlers, e alguns que vão surgindo
Matando o corpo e a alma
Com a antiga e mesma desculpa:
A sua fé.


Wagner Pires

quarta-feira, 4 de março de 2015

E QUANDO PERCO O SONO.....




Madrugada,
Meus olhos olham a TV.
Minha mente nem percebe.
As mãos rabiscam,
Rascunhos numa folha de papel.
Palavras que não transmitem os sentimentos,
Apenas os relatam.
Paz, esperança, sonhos....
Sonhando acordado.
Nem sei se é silêncio na madrugada,
Se tem som na TV.
Em meu head phone apenas canções
Que poderiam “me acordar quando setembro chegar ao fim”,
Trazendo as chuvas de outono:
Chuvas de novembro”.
Acordado e pensativo,
Planejando,
Poderia ter planejado melhor,
Talvez “trabalhado menos
Vivido mais, pensado menos.
Nesta altura,
Estaria onde queria estar,
Fazendo o que queria fazer,
Amar te amando.
Mesmo que fosse por um breve momento.
Restam lembranças,
Frustrações, decepções....
Dúvidas e incertezas:
Sonhar ou desistir.
Tudo tem um fim.
Porém,
Que agora seja um final feliz!


Wagner Pires


CATORZE




6 de Março de 2001, terça-feira, 16h45min,
Demorou 12 horas, após os 9 meses.
Finalmente,
Te vejo:
Banho tomado,
Olhos ainda fechados,
Os meus em lágrimas.
Você nem sabia quem eu era.
Mas para mim,
O que sempre desejei.

Meu fiel companheiro
Nesta nossa caminhada
Sempre em busca dos objetivos
Desde o primeiro momento.
E continuamos até os dias de hoje.
Não pude te oferecer muita coisa,
Muito que desejei,
O que precisamos.
Porém, sempre ao meu lado.
Alegre, feliz, tranquilo,
Às vezes resmungão.
Admirado, respeitado, elogiado,
Carinhoso.
Querido por muitos,
Meu orgulho.

E lá se vão 14 anos de vida.
E muitos anos ainda virão.
Gostaria que o tempo parasse
Para te ver sempre assim:
Meu menino, minha criança.
Tem horas que quero que o tempo voe,
Para ver você um homem:
Responsável, íntegro, honesto,
Competente e inteligente.
Com sua família constituída
E bem sucedida.

Que possa realizar todos os seus sonhos,
A cada passo, a cada momento,
No devido tempo.
E sonhos além: os sonhos de Deus.
Parabéns, filhão,
Te amo!!!


Wagner Pires