domingo, 14 de agosto de 2016

O PAI SOLTA O VERBO


Ensinar, educar, corrigir, aprender (também)...
Telefonar, ligar, falar, falar e falar, ligar (novamente, só para ter certeza).
Enviar, curtir, partilhar (nestes tempos modernos).
Questionar, perguntar, cobrar!
Bater??? (às vezes foi preciso, de leve).
Castigar.
Levar e trazer, cuidar e proteger.
Pegar, entregar, resgatar, doar.
Presentear (e estar sempre presente).
Discutir, discordar, dialogar, ouvir, escutar, ver, enxergar, acompanhar...
Correr, pular, saltar, rolar, brincar, jogar, chutar, nadar...descansar, relaxar.
Caminhar, perambular, subir, escalar, exercitar (observar).
Deitar; dormir e acordar.
Preocupar, cuidar, curar, medicar.
Respeitar, compreender, gostar.
Ver nascer e crescer, viver.
(ser pai???)
Conjugar o verbo: amar!!!

Ufa, que correria no COTIDIANO, quanta responsabilidade, mas que prazer, um privilégio, ainda mais podendo executar duas funções: ser pai e ser mãe.
Ver aquela pequena coisinha no meu colo após o primeiro banho no pós parto e hoje é ele que quase que me carrega no colo.
Acompanhar cada fase da vida: enquanto eu viver.

Wagner Pires


Nenhum comentário: